Remédios para emagrecer

“O tratamento do excesso de peso pode incluir medicamentos para emagrecer”

Entre em Contato e Saiba Mais

Medicamentos para emagrecer podem fazer parte do tratamento do excesso de peso.

Muitas pessoas com excesso de peso não sabem que já estão sofrendo de obesidade e deixam de receber o tratamento médico adequado.

Agora que todos reconhecem que a obesidade é uma doença, o uso de algum medicamento para emagrecer deve ser visto sob uma nova perspectiva. Médicos Nutrólogos como o Dr. Daniel Araújo, que tem experiência com o tratamento médico do excesso de peso e da obesidade, há muito concordam que um remédio para emagrecer deve fazer parte do tratamento para a maioria dos  pacientes.

As diretrizes de tratamento das Sociedades de Especialidades Médicas, como a Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN), a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM) e a Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica (ABESO) enfatizam que os componentes do tratamento de bons programas médicos para o tratamento do excesso de peso  devem incluir algum medicamento para emagrecer.

Medicamentos para emagrecer podem fazer parte do tratamento do excesso de peso.

Muitas pessoas com excesso de peso não sabem que já estão sofrendo de obesidade e deixam de receber o tratamento médico adequado.

Agora que todos reconhecem que a obesidade é uma doença, o uso de algum medicamento para emagrecer deve ser visto sob uma nova perspectiva. Médicos Nutrólogos como o Dr. Daniel Araújo, que tem experiência com o tratamento médico do excesso de peso e da obesidade, há muito concordam que um remédio para emagrecer deve fazer parte do tratamento para a maioria dos  pacientes.

As diretrizes de tratamento das Sociedades de Especialidades Médicas, como a Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN), a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM) e a Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica (ABESO) enfatizam que os componentes do tratamento de bons programas médicos para o tratamento do excesso de peso  devem incluir algum medicamento para emagrecer.

Experiência e dedicação ao tratamento da obesidade.

O Dr. Daniel Araújo é formado pela UFMG e é especialista em Nutrologia pela Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN) e pela Associação Médica Brasileira (AMB).

Ele se dedica integralmente ao tratamento da obesidade, buscando oferecer tratamento médico de alta qualidade centrado nas mais modernas evidências científicas para o controle do sobrepeso e da obesidade. Um atendimento compassivo, sem julgamentos ou preconceitos.

Nosso tratamento é focado na mudança do Comportamento Alimentar, uso de medicamentos para emagrecer e planejamento alimentar individualizado. Nosso objetivo e motivação é que nossos pacientes atinjam e mantenham seu peso ideal saudável e coloquem fim ao sofrimento imposto pelo excesso de peso.

O tratamento da obesidade deve incluir algum remédio para emagrecer.

Remédios para emagrecer são utilizados de maneira segura desde 1959, entretanto, o preconceito social e à negligência do poder público ao promoverem, de maneira equivocada, que a obesidade é culpa do paciente, privam milhões de pessoas do tratamento eficaz e recomendado pela medicina há décadas.

Médicos nutrólogos utilizam, frequentemente, uma variedade de medicamentos tradicionais e combinações de medicamentos específicos para o tratamento e controle do excesso de peso e da obesidade.

Existem critérios para o uso desses medicamentos e nem todos os pacientes possuem indicação de tratamento medicamentoso. Algumas vezes, combinações de medicamentos antiobesidade com medicamentos tradicionais podem ser necessárias para o adequado controle do excesso de peso ou do comportamento alimentar.

Remédios para emagrecer e preconceito

É muito comum que os pacientes tenham medo ou mesmo vergonha de precisarem de medicamentos para emagrecer ou controlarem seu peso. Tal fato é fruto do preconceito contra a pessoa que sofre de obesidade.

A obesidade é uma doença crônica assim como a hipertensão ou o diabetes e precisa de tratamento medicamentoso para seu adequado controle. Um paciente que tem diabetes, por exemplo, não sofre preconceito por usar insulina ou algum outro medicamento para o controle da glicose.  Quem tem  pressão alta não sofre julgamentos. Outro exemplo são os pacientes com asma que também não têm vergonha de usar seus medicamentos.

Por que o paciente que sofre de obesidade deveria ser tratado de maneira diferente se a medicina preconiza o uso de medicamentos para emagrecer  da mesma forma que preconiza a insulina ou os medicamentos para pressão alta?

Precisamos dar fim ao preconceito contra o portador de obesidade e parar de priva-lo de seu tratamento.

Se você tem sobrepeso ou obesidade, procure saber se você possui critérios para o uso de algum medicamento para emagrecer. Não deixe a doença se agravar ainda mais.

Benefícios dos medicamentos para emagrecer

As pessoas imaginam os medicamentos antiobesidade como medicamentos para “emagrecer”. No entanto, esses medicamentos primeiro induzem mudanças no comportamento alimentar levando à uma redução na ingestão de alimentos para, em seguida, levar à perda de peso. Medicamentos antiobesidade também são utilizados para pacientes que pararam de perder peso após a cirurgia bariátrica de maneira precoce ou que recuperaram peso, anos após a cirurgia.

A adição ou a combinação desses medicamentos pode, por exemplo, impedir a recuperação de peso após a cirurgia bariátrica ou até mesmo induzir a uma maior perda de peso. Eles também são utilizados para prevenir ou retardar o ganho de peso em pacientes que ganham peso ao tomar uma variedade de outros medicamentos como, por exemplo, antidepressivos, anticoncepcionais, prednisona (corticoides), e inúmeros outros medicamentos conhecidos por induzir o ganho de peso.

Entre em Contato e Saiba Mais

Como um remédio para emagrecer pode te ajudar?

Embora mais comumente os medicamentos para emagrecer sejam usados para melhorar os esforços de perda de peso, eles também podem ser usados após a perda de peso para auxiliar na manutenção.

Naturalmente, a perda de peso é induzida por uma dieta – uma menor ingestão calórica ou, mais especificamente, por um menor consumo de carboidratos. Pacientes que utilizam medicamentos antiobesidade associados a uma mudança da dieta perdem mais peso e mais rápido.

 

O que esperar de um medicamento para emagrecer?

O uso de remédios para emagrecer muda o comportamento alimentar, e os pacientes passam a comer menos do que comiam antes. No passado, a ciência acreditava que se tratava apenas de suprimir o apetite, mas, atualmente, sabemos que o comportamento alimentar é muito complexo, existindo diferentes perfis de alimentação e um remédio para emagrecer para cada situação.

Determinado remédio para emagrecer pode agir inibindo a fome, já outros estimulam a saciedade. Os medicamentos para emagrecer mais modernos controlam a vontade e o desejo pela comida.

Remédios para emagrecer: por que usar?

Com o remedio para emagrecer adequado, o desejo de comer pode diminuir ou desaparecer, você pode ficar satisfeito com menos comida, além de ter melhor controle sobre o seu estresse ou sobre a sua alimentação emocional.

É claro que nem todos têm os mesmos problemas de comportamento alimentar, e nem todos reagem da mesma forma aos medicamentos, mas estes são alguns dos efeitos que podem trazer benefícios à sua saúde.

Essas mudanças benéficas ocorrem rapidamente quando um paciente começa a tomar um medicamento antiobesidade e continuam enquanto o paciente tomar o medicamento.

Remédios para emagrecer: por quanto tempo usar?

Após atingir sua meta de peso com o uso de algum remédio para emagrecer, o paciente poderá tentar manter seu peso sem medicamentos. Entretanto,  para que tenha sucesso seu tratamento precisa ter  sido acompanhado dos demais pilares do emagrecimento: dieta, mudanças de comportamento alimentar por meio de técnicas de terapia cognitiva e atividade física regular.

Entretanto, o uso contínuo de determinado remédio para emagrecer pode estar indicado para aqueles que não conseguem manter um peso saudável, apesar das intervenções não farmacológicas.

Riscos dos Remédios para Emagrecer

O risco de se fazer uso de algum remédio para emagrecer deve ser vistos dentro de um contexto de vida real. Qualquer pessoa acima do peso ou obesa tem um alto risco de desenvolver diabetes, hipertensão, insuficiência cardíaca, câncer e uma longa lista de outros problemas médicos graves.

Permanecer acima do peso e, principalmente, permanecer obeso é muito mais arriscado do que tomar um medicamento para emagrecer.

Medicamentos para emagrecer viciam?

Apesar da crença popular, os remédios para emagrecer são medicamentos seguros! Entretanto, precisam ser prescritos por um médico especialista. Além disso,  a individualidade de cada paciente deve ser levada em consideração na escolha do tratamento.

Muitos dizem que usar um remédio para emagrecer “vicia” ou causa pressão alta. Mas a verdade é que a grande maioria dos pacientes tratados com medicamentos para emagrecer, ao perderem peso, muitas vezes observam sua pressão sanguínea cada vez mais baixa, requerendo doses cada vez menores de medicamentos anti-hipertensivos.

Caso o paciente apresente algum efeito colateral (um risco comum a qualquer medicamento), ele deve ser reavaliado e o medicamento poderá ser trocado.

Os relatos de efeitos adversos importantes dos medicamentos para emagrecer são raros e não devem postergar o início da terapia medicamentosa.

Os “riscos” dos remédios para emagrecer têm sido vergonhosamente enfatizados por médicos não especialistas no tratamento da obesidade, pela mídia e pela população que não sofre com a obesidade. Entretanto, a obesidade é uma doença crônica e exige tratamento médico e tratamento medicamentoso. A obesidade não é culpa do paciente. A obesidade não é uma escolha de estilo de vida e não é resultante da preguiça ou de dietas sem critérios.

Dizer ao paciente para não usar um remédio para emagrecer e simplesmente “comer menos e se exercitar mais” não é coerente com as evidências médicas atuais. Essas afirmações apenas reforçam o preconceito contra as pessoas que sofrem com a obesidade. Se você sofre com o excesso de peso, procure um médico especialista que possa te ajudar a perder peso de maneira saudável e efetiva. Na Clínica de Nutrologia, o Dr. Daniel terá prazer em ajuda-lo.

Entre em Contato e Saiba Mais